top of page

Vendas de veículos elétricos no Brasil alcançam nível histórico

Atualizado: 18 de ago. de 2023


Mercado de veículos eletrificados ganha força no Brasil. Foto: Divulgação/Intelbras.
Mercado de veículos eletrificados ganha força no Brasil. Foto: Divulgação/Intelbras.

O mês de julho de 2023 ficou marcado na história como o período com o maior número de vendas de veículos eletrificados, incluindo modelos elétricos e híbridos, no Brasil. Foram registrados 7.462 emplacamentos, representando um aumento significativo de 20% em comparação a junho (6.225 unidades vendidas) e um impressionante salto de 138% em relação ao mesmo mês do ano anterior (3.136 unidades). Essas estatísticas foram divulgadas pela ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico).


No acumulado do ano, de janeiro a julho de 2023, o mercado emplacou um total de 39.701 veículos eletrificados, evidenciando um crescimento notável de 68,5% em relação ao mesmo período de 2022 (25.536 veículos). Essa tendência de crescimento é ainda mais expressiva quando comparada aos números de 2021, representando um aumento de impressionantes 126%.


A parcela de mercado ocupada pelos veículos leves eletrificados atingiu 3,5% no mês de julho, enquanto em 2022 esse percentual estava em torno de 1,9%. Isso reflete um crescimento substancial de 87% em relação ao ano anterior, conforme destacado pela ABVE.


Ascensão da Eletromobilidade


As estatísticas apresentadas reforçam o fato de que a eletromobilidade está ganhando cada vez mais relevância no Brasil. O mercado já conta com mais de 200 modelos eletrificados disponíveis para aquisição no país. Além disso, a infraestrutura de recarga tem desempenhado um papel crucial no aumento da presença de veículos com tecnologia plug-in no mercado, sobretudo em estações privadas, tanto residenciais quanto comerciais.


Eletropostos públicos, para veículos elétrico.
Eletropostos públicos, para veículos elétrico.

O crescimento das instalações de eletropostos públicos e semipúblicos também é evidente, com cerca de 3,5 mil postos instalados no Brasil até junho de 2023, de acordo com estimativas da ABVE.


Vale ressaltar que julho de 2023 foi um mês atípico para o mercado de veículos automotivos no Brasil, devido aos descontos promovidos pelo governo federal por meio das Medidas Provisórias nº 1175 e nº 1178, que incentivaram a adoção de veículos mais sustentáveis e menos poluentes. No entanto, esses descontos foram aplicados somente a veículos com preços de até R$ 120 mil, o que limitou o benefício aos híbridos.


De acordo com a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), julho registrou o emplacamento de 215.711 automóveis e comerciais leves, um aumento superior a 20% em relação a junho, mantendo a mesma taxa de crescimento dos veículos eletrificados no mesmo período.


Destaque para os Híbridos Plug-In.


Veículos Híbridos Plug-In
Veículos Híbridos Plug-In

Entre as diversas tecnologias de veículos eletrificados, como os híbridos convencionais, os híbridos plug-in e os modelos 100% elétricos, os híbridos plug-in, também conhecidos como PHEV, se destacaram no mercado brasileiro em comparação a 2022.


Essa evolução é notável, principalmente após a introdução do Haval H6 da GWM no mercado brasileiro, que conquistou a atenção dos consumidores. O modelo registrou 602 unidades vendidas em julho, alcançando o maior volume entre os veículos PHEV e ocupando a terceira posição em termos de volume total de vendas entre todos os veículos eletrificados. Essa posição ficou atrás apenas do Toyota Corolla Cross (1.015 unidades) e do Toyota Corolla Altis (626 unidades), ambos modelos híbridos convencionais (HEV) sem capacidade de recarga externa.


No segmento dos veículos 100% elétricos (BEV), o líder de vendas foi o BYD D1, com 143 unidades emplacadas no mês. É importante mencionar que a montadora chinesa estabeleceu uma parceria com o aplicativo 99 para a utilização do modelo no transporte de passageiros. Na segunda posição da lista de elétricos, encontra-se o Volvo XC 40, com 106 unidades emplacadas.


A próxima divulgação de dados, prevista para setembro, gerará expectativas em relação à contagem das vendas do BYD Dolphin, lançado no final de junho e que já vendeu mais de 3 mil unidades durante o primeiro mês. No entanto, vale observar que esses veículos devem começar a ser entregues em agosto, quando os números de emplacamento serão oficialmente contabilizados.




20 visualizações0 comentário
bottom of page